Descomplica Seguro #13 – Como funciona o Imposto de Renda no resgate??

Hoje o Descomplica vai falar sobre um tema que acaba deixando algumas dúvidas: Como funciona o IR no resgate da Previdência Privada?

Vale lembrar que já tivemos uma série especial sobre Previdência no Papo Seguro, inclusive vamos deixar o link abaixo para que você possa acessar e tirar mais dúvidas sobre o tema.

Dê o play ao lado e descubra a resposta para a pergunta de hoje no Descomplica Seguro

E não esqueça, o Descomplica vai ao ar sempre às segundas ao vivo, às 10h30 da manhã e às 15 horas.

Sete passos para entender a Previdência Privada:

Confira aqui descrição completa do episódio

 

Como funciona o Imposto de Renda (IR) no resgate?

No PGBL o IR incide sobre o total resgatado (contribuições + rendimentos).

No VGBL, o IR incide somente sobre os rendimentos apurados.

No momento do resgate, o imposto será cobrado conforme o regime tributário escolhido pelo cliente no momento da contratação:

Progressivo (compensável) ou regressivo (definitivo).

No progressivo são descontados 15% na fonte e a diferença, caso se faça necessária, será paga ou restituída no ajuste anual do Imposto de Renda.

No caso do regressivo, a tributação é exclusiva na fonte, de forma definitiva, variando de 35% a 10%, em função do tempo que cada valor aplicado ficou investido, respeitando o sistema PEPS: Primeiro que Entra, Primeiro que Sai.

Mande sua dúvida para (11) 99643 -4227 ou pelo nosso email ouvinte@radiobradescoseguros.com.br