Resumo da Ópera #68 Acossado, Bianca Pinheiro e Dutch Angle):

Essa edição do Resumo da Ópera começou na Holanda: explicamos o que é o tal do “Dutch Angle”, ou “Plano Holandês”.

Também aproveitamos para fazer um resumão das séries renovadas para esse ano de 2021.

Ainda teve espaço para os quadrinhos: falamos sobre a quadrinista brasileira Bianca Pinheiro, autora de obras como “Bear”, “Dora” e “Mônica – Força”.

E se não bastasse, falamos de um clássico do cinema francês, “Acossado”, de Jean-Luc Godard.

 Não esqueça, o Resumo da Ópera acontece toda sexta-feira, ao vivo, às 15 horas.

Confira aqui descrição completa do episódio

RESUMO DA ÓPERA – SEU PROGRAMA SOBRE FILMES, SÉRIES E LIVROS – PROGRAMA 69 – 29.01.2021

Para você que está chegando agora por aqui, esse é o Resumo da Ópera, nosso programa sobre filmes, séries e livros. Essa é a nossa edição de número 69.

Aproveite para participar com a gente. Vale mandar sugestão, comentar nossas notícias e quadros, indicar filmes, livros e séries… Entre em contato com a gente pelo site da rádio, pelo e-mail ouvinte@radiobradescoseguros.com.br ou pelo telefone (11) 996434227.

Vamos começar com o Falando Grego:

FALANDO GREGO:

DUTCH ANGLE

O termo de hoje no Falando Grego é “Dutch Angle”, algo que podemos traduzir como “ângulo holandês” ou “plano holandês”.

Como você pode imaginar, trata-se de um plano de fotografia usado em filmes, séries e em outras produções audiovisuais.

Esse plano é a famosa “tombadinha” da câmera, uma entortada entre 10 e 35 graus, mais ou menos.

É um efeito que, sem mudanças abruptas, causa um leve desconforto, dando a ideia de instabilidade, o que pode ser bem útil em determinadas cenas.

SESSÃO TRILHA SONORA:

Lupin – George Kay (2021)

(PRONÚNCIA: Lupãn)

Um dos primeiros sucessos desse ano de 2021 é a série Lupin.

Dirigida por George Kay e protagonizada por Omar Sy, o drama policial acompanha Assene Diop, um homem que quer a todo custo provar a inocência de seu pai em um caso de roubo que aconteceu há 25 anos.

Para isso, ele usa sua genialidade e a inspiração de Arsène Lupin, personagem famoso da literatura francesa, considerado o gênio do crime.

Na trilha sonora tem o britânico Labi Siffre, a canadense Celine Dion, e o astro do reggae norte-americano, Johnny Nash, com “I Can See Clearly Now“, que a gente ouve agora.

(Johnny Nash – I Can See Clearly Now)

CURIOSIDADES:

SÉRIES RENOVADAS PARA 2021

Um dos piores pesadelos dos fãs de séries é saber que seu seriado preferido foi cancelado.

Mas aqui no Resumo da Ópera não tem tempo pra notícia ruim: hoje vamos aproveitar o quadro de curiosidades para fazer um resumão de algumas séries que foram renovadas para esse ano de 2021.

Então vamos lá:

Começando com as séries de fantasia, já foram renovadas:

  • -Lord of the Rings;
  • The Boys;
  • The Wilds;
  • Carvival Row;
  • The Walking Dead (e o spin off Fear the walking dead);
  • Star Trek: Discovery e Picard;
  • Supergirl;
  • The Flash;
  • The Mandalorian;
  • Westworld;
  • Stranger Things.
  • e The Umbrella Academy.

 Já as comédias renovadas para pelo menos mais uma temporada em 2021 são:

  • Os simpsons;
  • South Park;
  • Big Mouth;
  • Archer;
  • Brooklyn Nine-Nine;
  • Atypical;
  • Why Women Kill.

 Entre os dramas, destaque para:

  • Atlanta;
  • Euphoria;
  • The Crown;
  • This is Us;
  • Dynasty;

 Tem alguma série que você gosta e que a gente não falou aqui se foi renovada? Manda um e-mail pra gente que no próximo programa a gente te conta sobre o status dela.

MARQUE NA AGENDA:

No streaming, entre as séries, destaque para as segundas temporadas de Expresso do Amanhã e de Amizade Colorida.

Também tem a estreia da série policial “50 metros quadrados”, sobre um homem assumindo uma nova identidade em Istanbul, na Turquia.

Outra boa opção é a estreia da série chilena “La Jauría“. Com oito episódios, a série acompanha um esquadrão policial lutando contra uma máfia que tem como objetivo propagar o terror contra as mulheres.

Já uma boa pedida para assistir com toda a família é o filme “Em busca de Ohana”, sobre dois irmãos que se aventuram em uma busca por um tesouro perdido que os leva a descobrir mais sobre suas origens havaianas.

Na literatura, já está disponível uma nova edição do livro “Modo de apanhar pássaros à mão”, uma coletânea de contos de Maria Valéria Rezende (autora que, aliás, já foi tema da nossa Calçada da Fama na edição 53).

Outra opção é “Um belo diploma”, de Scholastique Mukasonga. O livro acompanha um jovem que, em busca de um diploma almejado por seu pai, passa a viver em um grande exílio.

CALÇADA DA FAMA:

Bianca Pinheiro

Quem passa pela Calçada da Fama de hoje é a quadrinista brasileira Bianca Pinheiro.

Parte de uma nova geração de quadrinistas, Bianca nasceu em 1987 e começou a publicar quadrinhos na web ainda em 2012.

E foi justamente na internet que começou a publicar a série “Bear”. A história acompanha a garota Raven que, perdida em uma floresta, conta com a ajuda do urso Dimas para ajudá-la.

Cheia de referências pop, a obra foi mais tarde lançada em livro (com três volumes).

Pouco depois ela lançou outra obra bastante celebrada, mas com uma pegada diferente: a hq “Dora”, sobre uma menina acusada de cometer uma série de crimes. Inicialmente, Bianca publicou a HQ de forma independente, por meio de uma vaquinha virtual. Mas depois do sucesso da obra, a Graphic Novel foi lançada por uma grande editora dos quadrinhos nacionais.

Outras obras de sua autoria são as HQs “Meu Pai é Um Homem da Montanha”, “Eles estão por aí”, “Alho-poró” e os romances gráficos “Mônica – Força” e “Mônica – Tesouro”, de uma série de quadrinhos que adapta as histórias das personagens de Maurício de Souza.

NOTÍCIAS:

A primeira notícia de hoje é do universo dos livros. Mais precisamente, da economia do mercado de livros.

O Sindicato Nacional dos Editores de Livros acabou de divulgar os números das vendas no mês de dezembro de 2020. E a notícia é boa: o setor teve um aumento de quase 5% de comparado a dezembro de 2019. Foram 4 milhões e 900 mil livros comercializados, num total de 197 milhões e 800 mil reais.

Entre os mais vendidos, em termos de gênero, estão aqueles de não ficção especialista. Depois vêm os de não ficção trade, seguidos por ficção e infantil, juvenil e, por fim, os educacionais.

Dos livros para os cinemas: O American Film Institute todo começo de ano divulga sua lista de melhores obras do ano que ficou para trás. Nessa lista são escolhidos os 10 melhores filmes e as 10 melhores séries do ano, sem ordem definida.

E a lista de 2020 ficou assim:

FILMES:

  • ‘Destacamento Blood’
  • ‘Judas and the Black Messiah’
  • ‘A voz suprema do blues’
  • ‘Mank’
  • ‘Minari’
  • ‘Nomadland’
  • ‘One night in Miami…’
  • ‘Soul’
  • ‘O som do silêncio’
  • ‘Os 7 de Chicago’

SÉRIES:

– ‘Better call Saul’

– ‘Bridgerton’

– ‘The Crown’

– ‘The Good Lord Bird’

– ‘Lovecraft Country’

– ‘The Mandalorian’

– ‘Mrs. America’

– ‘O gambito da rainha’

– ‘Ted Lasso’

– ‘Unorthodox’

CLÁSSICO É CLÁSSICO:

Acossado – Jean-Luc Godard (1960)

O clássico dessa edição é o filme francês “À bout de souffle”, expressão francesa para algo como “sem fôlego” mas que aqui no Brasil virou “Acossado”.

Dirigido por Jean-Luc Godard, essa mistura de drama, comédia e ação foi lançada em 1960.

O filme acompanha Michel, um homem que acaba de matar um policial em seu caminho para Paris. Na Cidade Luz ele se encontra com a jovem americana Patrícia. Enquanto se relaciona com a garota, Michel comete outros golpes e tenta fugir da polícia que o persegue.

Um dos mais famosos filmes da chamada “nouvelle vague”, “Acossado” foi dirigido quase que sem roteiro pronto, com as cenas sendo boladas pouco antes da gravação

INDICA AÍ:

 

A gente vai ficando por aqui, pessoal. Mas antes de ir nessa eu volto a lembrar: participe do nosso programa, mandando suas sugestões, dicas, comentários… e participando dos nossos quadros. Quer saber a história de algum ator, escritora ou diretor? Manda a sugestão pra gente. Você também pode indicar livros, filmes e séries pro nosso quadro “Indica Aí”. Também dá pra indicar filmes com trilhas sonoras legais, tirar sua dúvida sobre um termo que você não faz ideia do que signifique (ou faz e queira compartilhar o conhecimento com os ouvintes), e muito mais.

A gente volta sexta-feira que vem. Até lá.

[lbg_audio5_html5_shoutcast settings_id=’1′]